O Historiador, de Elizabeth Kostova

Uma noite, ao explorar a biblioteca do pai, uma jovem mulher encontra um livro antigo e um maço de cartas amareladas. As cartas começam todas por «Meu caro e desventurado sucessor…» e fazem-na mergulhar num mundo com que ela nunca tinha sonhado – um labirinto onde os segredos do passado do pai e do misterioso destino da mãe se ligam a um mal inconcebível escondido nas profundezas da História. As cartas abrem caminho para um dos poderes mais perversos que a Humanidade já conheceu – e para uma busca que dura há séculos para encontrar a origem dessa perversidade e extingui-la. É uma busca da verdade sobre Vlad o Empalador, o governante medieval cujo bárbaro reinado esteve na base da lenda do Drácula. Gerações de historiadores arriscaram a reputação, a saúde mental e mesmo a vida para saber a verdade sobre Vlad o Empalador e Drácula. Agora, a jovem decide empreender por sua vez essa busca para seguir o pai numa perseguição que quase o destruiu quando ainda era um novo e entusiasta académico e a mãe ainda estava viva. O livro de Elizabeth Kostova é uma aventura de proporções monumentais, uma história implacável que mistura factos e fantasia, passado e presente, absolutamente inesquecível.

Meu querido e desventurado sucessor. É com prazer que o imagino, que quer que seja, a ler o relato que me sinto na obrigação de registar nesta carta. O pesar é em parte por mim próprio – porque estarei no mínimo em dificuldades, talvez morto, ou pior, se esta carta estiver nas suas mãos. Mas o pesar é também por si, meu amigo ainda desconhecido, porque só por alguém que precise de uma informação tão odiosa esta carta será lida um dia. Se não é o meu sucessor em qualquer outro sentido, será em breve meu herdeiro – e lamento ter de legar o outro ser humano a minha talvez inacreditável experiência pessoal com o mal. Por que motivo fui eu a herdá-la, não sei, mas espero acabar por descobrir – talvez enquanto lhe escrevo ou talvez no decurso de acontecimentos futuros…

Apreciação

Este é um livro BOM. Elizabeth fala-nos de Vlad, o Empalador, o homem que deu azo ao lendário Conde Drácula, no século XV. Neste livro, deparamo-nos com percursos paralelos no tempo de um pai e sua filha, cada qual na sua adolescência, ao se depararem com uma série de descobertas e mistérios que os levam à busca de Drácula… que acreditam estar vivo. Naturalmente, este é um livro cheio de história, geografia e alguma religião. A leitura torna-se muito lenta, graças às referências históricas e ao tipo de descrições utilizadas. De qualquer forma, é um livro muito interessante e pedagógico, que aconselho a todos aqueles que gostem de um romance negro, pleno de suspense. Recomendo vivamente.

Ficha técnica

Editor: Gótica
ISBN: 9789727921515
Ano de Edição/ Reimpressão: 2005
N.º de Páginas: 600