Roma, de Steven Saylor

Este livro é uma saga épica de Roma, da cidade e do povo romano, que abarca um período de um milhar de anos e acompanha as aventuras e desventuras de duas famílias, ao longo de sucessivas gerações. Entretecendo a história, a lenda e as mais recentes descobertas arqueológicas numa narrativa fascinante, confere nova vida aos dramas vividos nos primeiros mil anos da cidade – desde a sua fundação pelos malfadados Rómulo e remo até ao assínio de Júlio César. Uma epopeia em todos os sentidos da palavra e o título mais aclamado de Saylor.

Apreciação

Steven Saylor não é um escritor qualquer. É um historiador apaixonado por Roma que escreve romances sobre o berço da Europa, sendo normalmente reconhecido pela colecção “Roma Sub-Rosa”. Um dos seus últimos livros intitula-se simplesmente “Roma”, o qual dificilmente poderá ser considerado um romance, visto que a sua estrutura é inusitada.

“Roma” fala-nos de… Roma. Narra a sua história desde que nasceu, na altura em que mercadores de sal assentaram nas margens do Tibre e acabaram por criar um centro de comercialização de bens. A partir daí, o autor leva-nos a uma viagem alucinante no tempo para conhecermos alguns dos marcos mais importantes desta cidade que tem um impacto tão grande na história e na cultura europeia. Para o fazer, permitindo que exista um fio condutor quando a narração dá saltos de décadas entre capítulos, o autor acompanha a história da família Potício – a que, neste livro, foi uma das principais responsáveis pelo estabelecimento de famílias e comerciantes à beira-rio junto a uma árvore num local desterrado. Desta forma, Steven Saylor conta a história de Roma, tendo como protagonista esta família e como cenário os grandes acontecimentos políticos e sociais que determinaram a forma de vida e de estar deste povo. Esperava-se, naturalmente, que a política fosse um dos principais catalisadores para a narrativa, por estar envolvida de forma tão intrínseca na história da cidade e no rumo que a mesma tomou.

A bem dizer, a ausência de uma trama acaba por tornar a leitura um pouco cansativa para quem espera encontrar um romance. Como há diferenças temporais grandes entre capítulos, não acompanhamos a mesma personagem nem a mesma disputa, pelo que este livro assume um valioso carácter histórico e documental, ideal para os interessados na história mundial e na cultura europeia.

Ficha técnica

ISBN: 9789722516457
Número de Páginas: 664
Encadernação: CAPA MOLE
Data da primeira Edição: 2008