Tema a tema – Roma

Berço da civilização ocidental, Roma é uma cidade contagiante que encerra milhares de anos de História, de segredos, de contos de traição, amor e sangue, de política e de obras monumentais. É impossível não sentir, nem que apenas por um momento, um laivo incontrolável de curiosidade sobre tudo o que se passou nesta cidade milenar.

Colecção Roma Sub-Rosa, de Steven Saylor. Destaque para o livro “Roma

Este livro é uma saga épica de Roma, da cidade e do povo romano, que abraca um período de um milhar de anos e acompanha as aventuras e desventuras de duas famílias, ao longo de sucessivas gerações. Entretecendo a história, a lenda e as mais recentes descobertas arqueológicas numa narrativa fascinante, confere nova vida aos dramas vividos nos primeiros mil anos da cidade – desde a sua fundação pelos malfadados Rómulo e remo até ao assínio de Júlio César. Uma epopeia em todos os sentidos da palavra e o título mais aclamado de Saylor.

Crónica dos imperadores romanos, de Chris Scarre

Roma republicana era já um império muito antes de ter tido um imperador. Com a morte de Júlio César, e devido à crescente instabilidade do poder entre o Povo e o Senado, a República teve que dar lugar a outra forma de governo mais firme: o Imperador. Esta obra faz referência a 56 imperadores, desde o sec. I a. C. ao séc. iv d. C, passando pelos mais famosos e cruéis até outros menos conhecidos. Uma obra de referência, complementada por fotografias, imagens, barras cronológicas, mapas e cortes esquemáticos, que contextualizam a época em que cada imperador viveu e reinou um dos impérios mais poderosos e influentes que o mundo alguma vez conheceu.

Nero, de David Shotter

O reinado de Nero é geralmente considerado o exemplo máximo da extravagância e da corrupção que, para muitos, simbolizam a Roma antiga. Nesta acessível introdução a Nero, imperador de Roma de 54 a 68 d.C, David Shotter traz-nos uma nova análise desta concepção.
O texto versa as questões principais da vida do imperador, com especial incidência na primeira parte da vida de Nero e a sua ascensão ao poder, a sua política nacional e no império e, por último, as razões para a sua queda, bem como as consequências deste facto.

Calígula, A Tirania de Roma, de Douglas Jackson

Gaius Júlio César Augusto, terceiro Imperador romano conhecido por Calígula, sinónimo de decadência, crueldade e loucura. Rufus, um jovem escravo, cresce longe da corrupção da corte e, nas arenas, faz amizade com Cupido, um célebre gladiador. Ganhando reputação, estes dois amigos acabam por se ver envolvidos no centro da conspiração para assassinar Calígula.

.

Terraço em Roma, de Pascal Quignard

Bruges, 1639. Meaume, gravador de profissão, ama secretamente a bela Nanni. A sua felicidade acaba no dia em que o noivo da formosa jovem descobre a sua secreta paixão e, louco de ciúmes, lhe atira água forte para o rosto. O amor não sobreviverá à mutilação e Meaume vê-se abandonado.  Inconsolável, parte para Itália para esconder o rosto desfigurado. Aqui, sozinho e obcecado, Meaume vai dedicar a sua existência à procura incessante do belo. Que força o sustenta? O tempo que exalta a vida ou o tempo que se dilata na espera da morte e da sua inevitabilidade?  Terraço em Roma é um dos mais belos livros de Pascal Quignard. Um grande romance que se debruça sobre o tempo e a criação humana com o factor de superação dos seus limites.

Sugestão – Passeio em Roma

As oportunidades para o fazer podem ser poucas, mas uma esplanada assim pede um cappuccino dolcissimo e um belo livro, numa bela tarde de dolce fare niente.