Wuthering heights (2011), Andrea Arnold

Pela mão de Andrea Arnold, “O monte dos vendavais” foi a primeira adaptação ao cinema de Emily Brontë que vi. Lançado em 2011, a realizadora inglesa oferece-nos um filme que é um autêntico regalo para os olhos. Com uma fotografia magistral, este filme vive da forma como está produzido e permite-nos conhecer com pormenor o cenário onde a história literária toma lugar.

Filmado com câmara de mão, com planos muito próximos das personagens, de gestos e de elementos naturais, com planos largos das montanhas e vales e sem banda sonora, esta versão de “O monte dos vendavais” caracteriza-se por elementos característicos do cinema independente. Esta atenção ao pormenor mostra-nos a verdadeira paixão de Andrea pelo cinema, mas parece-me que acabou por preterir as personagens: Heathcliff e Catherine são personagens muito apaixonantes e ricas no livro, o que não transparece claramente no grande ecrã. Na verdade, o filme conta a história com um ritmo lento e compassado, focando-se nas duas personagens principais e retirando tudo o que é secundário para permitir contar a história com tempo.

É sem dúvida interessante ver uma adaptação tão simples e minimalista de um livro tão importante na história da literatura inglesa.

Podem ler no C7nema uma breve entrevista à realizadora.