Sugestão de fim-de-semana * Weekend suggestion

Celebrar o aniversário de Winston Churchill.
Celebrate Sir Winston Churchill’s birthday.

Fazer a árvore de Natal.
Prepare the christmas tree.

E ler um livro.
And read a book.

ele_esta_de_volta

Er ist wieder da (a.k.a. Ele está de volta; He’s back, 2013), Timur Vermes

E se Hitler voltasse à Alemanha? E se os alemães o recebessem de braços abertos? E se…. Berlim, 2011. Adolf Hitler acorda num terreno baldio. Sente uma grande dor de cabeça. O uniforme tresanda a querosene. Olha à sua volta e não encontra Eva Braun. Nem uma cidade em ruínas, nem bombardeiros a riscar os céus. Em vez disso, descobre ruas limpas e organizadas, povoadas de turcos, milhares de turcos. E gente com aparelhos estranhos colados ao ouvido. Começa assim o surpreendente primeiro romance de Timur Vermes, passado na Alemanha de Angela Merkel, 66 anos depois do fim da guerra. Hitler ganha nova vida. Na sociedade espetáculo, dos reality shows e do YouTube, o renascido Führer é visto como uma estrela, que uma televisão sequiosa de novidades acolhe de braços abertos. A Alemanha da crise, do Euro ameaçado, da austeridade, vê nele um palhaço inofensivo. Mas ele é real, assustadoramente real. E, passo a passo, maquiavelicamente, planeia o seu regresso ao poder – por via da televisão. Sátira ferocíssima a uma sociedade mediatizada, narrado num registo arrepiadoramente fiel ao Mein Kampf, tem tanto de romance político como de crítica de costumes. Afinal, a Alemanha de Merkel, dominadora, obcecada pelo poder e pelo sucesso, está pronta para o receber… e ele está de volta.

He’s Back (Er Ist Wieder Da), a first novel by Timur Vermes, makes its impact before it is even opened, with a cover which depicts Hitler’s block-like black parted hair, squeezing the title into the shape of his trademark square moustache. The hefty €19.33 (£16.64) price tag is a none-too subtle reference to the year the Nazi party leader came to power in Germany. In the novel Hitler awakes in Berlin in the summer of 2011 having fallen asleep in 1945, in a deliberate parallel with the German fairytale Sleeping Beauty. He becomes a media celebrity – including getting a role on a Turkish-German TV show – before entering politics where he campaigns against dog muck and speeding.