Óbidos, vila literária

obidos_vila_literaria

Em Óbidos está a nascer a primeira “cidade do livro” em Portugal. Chamam-lhe ‘Vila Literária’ e está a encher espaços tão invulgares como igrejas com livros novos e usados. Tudo isto numa só localidade, que, para reforçar a aposta turística, serve também de palco a festivais literários.

Criado em Novembro de 2011, pelo nome ‘Óbidos Vila Literária’, o projecto tem por base duas componentes distintas. Uma delas é a oferta de livrarias com sede em locais tão excêntricos como, por exemplo, a antiga igreja de Santiago, onde é possível encontrar tanto livros novos – com grandes tiragens -, como obras antigas e raras. A outra é a realização de festivais literários nacionais e internacionais. A ideia vai ao encontro de uma “aspiração antiga de editores e livreiros” portugueses e reúne, numa só vila, a maioria dos livros e títulos disponíveis em português.

Óbidos: Mais que uma vila, um projecto

“Um projecto desta natureza e com a dimensão que a Vila Literária tem só poderia ser desenvolvido numa vila com a infra-estrutura existente em Óbidos, onde há uma grande variedade de edifícios em fase de recuperação, restauro e transformação de uso”, conta José Pinho, responsável pela iniciativa, ao Boas Notícias.

“Foi precisamente esta profusão de espaços disponíveis que, numa primeira fase, permitiu desde logo que fossem abertas sete das onze livrarias previstas na proposta inicial”, acrescenta. Elas foram ‘O Bichinho de Conto’, ‘A Grande Livraria de Santiago’, a Loja do Museu Abílio, a Loja do Museu Municipal, a Galeria Nova Ogiva, o Mercado Biológico e o Centro de Design de Interiores, ainda hoje abertas ao público.

As livrarias foram organizadas “de modo a serem complementares entre si”. Há as “generalistas de livros novos, as generalistas de livros usados e raros e ainda as temáticas (de acordo com o local onde estão instaladas)”. Nas galerias de arte, por exemplo, é possível encontrar livros de arquitectura, artes performativas, entre outras. Por seu lado, nos museus, a oferta recai, essencialmente, sobre livros de história e património. No caso d’ ‘O Bichinho de Conto’, na escola primária, encontram-se livros infantis e juvenis, enquanto que, no Mercado, as atenções vão para o sector alfarrabista e áreas técnicas como ambiente e agronomia.

“Na Vila Literária de Óbidos existe, actualmente, aquela que é a maior oferta de livros em Portugal”, revela José Pinho. “A quantidade de livros disponíveis, aqui, em português, é já superior à totalidade dos títulos disponíveis nas redes de livrarias portuguesas”. Por isso mesmo, na Vila Literária de Óbidos, é possível encontrar edições novas de autores lusófonos, traduzidas em língua estrangeira, bem como uma vasta oferta de livros em francês, inglês, espanhol, italiano, alemão, entre outros.

Nas novas livrarias a instalar irá vingar o mercado alfarrabista. Quanto às restantes, já existentes, “aquelas que tiverem dimensões e condições suficientes serão dotadas de cafetaria e bar, por forma a receber eventos de música”. Por trás da acção estão livreiros de diversos espaços nacionais, editores e distribuidores, bem como a própria autarquia. O objectivo é chegar “a todos: à população local e regional, aos visitantes de outras regiões, aos estrangeiros, aos bibliófilos, aos curiosos e aos amantes de livros”.

O público em geral, esse, já está “rendido quer à beleza, quer à variedade e qualidade da oferta”. Só nos primeiros três meses e meio de funcionamento em pleno, as vendas na Vila Literária atingiram os 78.000 euros, tendo sido registadas cerca de 5.900 vendas efectivas a uma média de 13,20 euros. Feitas as contas, os dados são de que cerca de 60 dos mais de 200 visitantes diários à Vila Literária optaram por deixar o seu contributo. E isto sabendo que o que tem acontecido por cá são, para já, lançamentos, apresentações de livros, alguns concertos e diferentes performances.

A lembrar que, num futuro próximo, Óbidos irá receber diversos festivais literários – quer internacionais, quer nacionais e temáticos -, as perspectivas são de um projecto cada vez mais próximo de Portugal e do Mundo.

Saiba mais sobre a Vila Literária, em Óbidos, aqui.

Informação publicada nos Boas Notícias a 22.06.2014