Entrevista a Liliana Carvalho

A Liliana Carvalho é blogger, amante de livros e, desde Setembro de 2014, a mentora do projecto “Vamos doar livros à nossa biblioteca?“. Entrevista pelo Folhas de Papel no âmbito do programa de entrevistas “Falemos de livros”, a Liliana partilhou connosco o âmbito do seu projecto, com o qual pretende sensibilizar as pessoas para a leitura e incentivar a doação de livros a bibliotecas municipais, escolares, de lares de idosos, de prisões e até de hospitais: Qualquer biblioteca que esteja necessitada e cujos apoios não sejam suficientes para um arquivo sólido e de qualidade.

O projecto ‘Vamos doar livros à nossa biblioteca’ surgiu numa das suas visitas à biblioteca, ao se deparar com a pergunta-chave: “Podemos doar livros à biblioteca?“. Nesse momento, e ao ver repetida esta dúvida com as pessoas com quem falou do assunto, a Liliana detectou a necessidade de divulgação de acções relacionadas com a doação de livros e com o envolvimento entre as pessoas e as suas bibliotecas. Assim surgiu o grupo, e mais tarde a página, no Facebook que a Liliana denominou de “Vamos doar livros à nossa biblioteca?” A selecção desta rede social passou pela adesão dos utilizadores em Portugal, por ser “um passa-palavra contagioso como nunca antes se viu. Quase tanto, se não mais, que a rádio ou a televisão”, afirma Liliana.

Contudo, o projecto é ainda muito recente que precisa de tempo para promoção e divulgação junto de todos os envolvidos. “Ainda há pessoas que pensam que o meu projecto é um peditório de livros para as bibliotecas ou mesmo alguma biblioteca a pedi-los. O máximo que se pode considerar que faço é ajudar entidades que realmente estão a fazer pedidos de livros, divulgando os seus pedidos e principalmente a lembrando as pessoas da existência dos livros e do prazer que é ler um bom livro e a companhia este faz e a forma como até pode mudar as nossas vidas.” Assim, e incentivando à adesão por parte dos leitores, um dos objectivos da Liliana passa por dar-se a conhecer junto das entidades e de grupos relacionados com a literatura, envolvendo-se mais com todos eles. “Em primeiro lugar, tentarei entrevistar essas entidades. Tenho já o que considero ser uma boa entrevista pronta, que vou adaptando conforme as entidades a que se destina, para dar a conhecer o passo-a-passo de como este processo funciona, o que se pode fazer para doar, quais as maiores necessidades, etc”.

A médio e longo prazo, a estratégia deste projecto passa também por “Incentivar as pessoas à leitura (…);entrevistar vários tipos de bibliotecas, como municipais e em prisões, hospitais e lares; apresentar autores, escritores, editoras (principalmente as menos conhecidas); participar em eventos literários; e colocar os leitores e autores em sintonia. Quem sabe o que vou inventar entretanto?”

O projecto da Liliana Carvalho pode ser seguido no seu blog e no Facebook, na página e no grupo.