Sugestão de fim-de-semana

Primeiro fim-de-semana de Março! Depois de um longo Inverno, estamos finalmente a aproximar-nos da Primavera e a ter dias mais compridos, cheios de sol! Já sabe o que vai fazer neste fim-de-semana radioso?

Editado pela La Fragatina, Os Óculos de Ver é o livro ideal para ser livro em família! Com textos de Margarida de Mazo e ilustrações de Ana Sofia Henrique, certamente com esta aventura todos começarão a ver bem melhor!

sugestao_oculos_de_ver

A história de um pequeno rapaz que tudo faz para ser notado pela bela Inês. “Quando a viu, pôs-se em bicos de pés para parecer mais alto e respirou muito fundo para parecer mais largo. Mas ela passou-lhe ao lado sem sequer reparar nele.” E foram várias as tentativas de Carlitos, “que um dia seria grande e chamar-se-ia Carlos como o pai”. A grande esperança surgiu-lhe quando a menina disse que ia passar a usar uns “óculos de ver”. Mas ficou tudo na mesma. A mudança dá-se quando ele próprio, com a ajuda de uns óculos, olha para o lado certo. De uma forma engraçada, o livro lembra aquilo que os adultos já sabem, que muitas vezes o que interessa está “mesmo à frente do nariz”. As ilustrações são divertidas e sem grande ruído visual, a fazer lembrar nalgumas páginas os livros do Menino Nicolau, de R. Goscinny e Jean-Jacques Sempé.

A Porto Editora edita A Sala Magenta, de Mário de Carvalho, completando a colecção com o mesmo nome. Escrito em 2008, esta obra foi distinguida pelo Prémio Fernando Namora.

sala_magenta

Paixão, luxúria e erotismo. Raiva, crueldade e regelo. Dois tempos. O presente, numa casa na floresta, perto da Lagoa Moura, onde pena Gustavo Miguel Dias, um cineasta em fim de carreira, lambendo as suas feridas e rememorando tempos gloriosos. O passado, impante na capital. As festas. O álcool. Os quartos de hotel. O rol interminável de mulheres e amantes. E aquela sala magenta, duma tal Maria Alfreda, antecâmara da felicidade, conchego alcatifado, jogo perverso entre o desdém, o apaziguamento e a ameaça.

O museu da electricidade, em Lisboa, recebe a Ilustrarte 2016, a VII Bienal Internacional de Ilustração para a Infância que este ano recebe 150 ilustrações, com 50 artistas seleccionados. O Ilustrador convidado é Serge Bloch a escritora homenageada Alice Vieira. Porque não dá um salto à exposição antes de ir dar um passeio junto ao Tejo?

sugestao_ilustrarte_2016

Consagrados ilustradores e novos criadores do fabuloso mundo da literatura infantil ilustrada mostram as suas obras na ILUSTRARTE – VII Bienal Internacional de Ilustração para a Infância, que decorre de 22 de Janeiro a 17 de Abril de 2016, no Museu da Electricidade. Uma exposição da qual a Fundação EDP é mecenas exclusivo. Do Chile ao Japão, dos EUA à Austrália, da China ao Irão, mais de 1700 ilustradores de 72 países concorreram a esta edição, entre os quais a espanhola Violeta Lópiz, distinguida com o Prémio Ilustrarte 2016. Todos os trabalhos foram avaliados por um júri internacional formado por Serge Bloch (ilustrador, francês), Juanjo Oller, (editor e ilustrador, espanhol), Johanna Benz (ilustradora, alemã, vencedora da Ilustrarte 14) e Joana Astolfi (editora e designer, portuguesa). Comissariada por Eduardo Filipe e Ju Godinho, a exposição apresenta ainda dois núcleos temáticos: um olhar sobre a obra de Alice Vieira, uma das mais celebradas escritoras portuguesas para a infância e juventude e uma exposição monográfica sobre a obra do francês Serge Bloch, um dos grandes autores da ilustração e design internacionais contemporâneos.

Em Beja também se celebra a chegada de Março, com a 3ª edição do FITA – Festival Internacional de Teatro do Alentejo, que acontece entre os dias 1 e 13, no Pax Julia. Trata-se de um evento organizado pela Associação Lendias d’Encantar. Conheça aqui toda a programação mensal publicada pela Câmara Municipal de Beja.

sugestao_festival_fita_evora
Em Março, mês que os Romanos dedicaram a Marte, Deus da Guerra, chega a Primavera, enaltece-se o papel da Mulher, homenageia-se a juventude, a criatividade e a cultura; reconhece-se a importância dos Centros Históricos. No contínuo propósito de promover a parceria e a qualidade do trabalho dos agentes culturais locais, do gosto pela nossa história e cultura, do convívio familiar e geracional, do contacto com a beleza natural do nosso concelho, o Município propõe uma programação variada. Destaca-se a 3.ª edição do FITA – Festival Internacional de Teatro do Alentejo, organizado pela Associação Lendias d´Encantar, de Beja, que trará à cena, no Pax Julia, diferenciadas performances de várias companhias de teatro internacionais. Bons motivos para não ficar em casa!

Bom fim-de-semana!