O prazer da (re)leitura

reler_livros

Juan Vidal é um escritor e crítico da NPR Books, uma organização não-lucrativa norte-americana, que acabou de publicar um artigo sobre a importância da leitura repetida de alguns livros.

Vidal começa dizendo que:

Voltar a um livro que já lemos múltiplas vezes oferece a mesma sensação de quanto vamos tomar um copo com um velho amigo. Há uma certa familiaridade – mas também uma ligeira suspeita de que o tempos nos mudou a ambos e ao vosso relacionamento. Mas o livros não mudam, as pessoas sim. E é por isso que a releitura de um livro é tão enriquecedora e transformadora.

Acrescentando ainda que

Há três livros que releio anualmente. Isto é uma aposta ganha, porque são livros que guardo propositadamente durante todo o ano. O primeiro destes livros, que leio durante a Primavera, é A Moveable Feastree [Paris é uma Festa], de Ernest Hemingway, publicado postumamente em 1964.

Podem ler todo o artigo aqui mesmo, para descobrirem porque é que o regresso a uma história pode ser tão terapêutico.

Já agora, quais os V/ hábitos de releitura?