Conhecer escritores

Não há maior privilégio do que poder falar com um escritor sobre os seus livros. É isso que têm de tão interessantes os eventos para lançamento e apresentação de livros: não apenas poder ouvir falar dos livros por quem é convidado para fazer a introdução de um livro, mas ouvir o escritor na primeira pessoa sobre o processo criativo, as dificuldades, as conquistas, a discussão com os editores para se encontrar a melhor forma e estrutura de tornar a história coerente, rica e interessante para os leitores. Melhor ainda é poder conversar com os autores sobre as suas histórias, colocar perguntas sobre as personagens – como se de pessoas reais se tratassem -, esclarecer-nos sobre o que os inspirou e o que os levou a escrever. E, para não deixarmos o momento esmorecer, há sempre a oportunidade de lhes pedirmos um autógrafo. Quanto a mim, posso dizer que já tenho uma coleção de livros autografados bastante significativa (e algumas fotografias com os autores, embora não seja algo prioritário para mim).

IMG_20161008_175005

Um livro autografado pelo Nobel da Literatura Mario Vargas Llosa? Check!

(já repararam que daqui a pouco de um mês haverá a Feira do Livro de Lisboa?)

É enriquecedor, sem dúvida, conhecer escritores, e um privilégio conhecer os nossos autores preferidos.

Advertisements