A Casa da Beleza (2018), Melba Escobar

casa_da_beleza

Karen, esteticista de profissão, muda-se de Cartagena para Bogotá em busca de uma vida melhor. Ao chegar, não só consegue trabalho como depiladora n’A Casa da beleza como ainda se transforma na chave para resolver o mistério da morte de uma das suas clientes – uma jovem, vestida com o uniforme da escola, que aparece morta no dia a seguir a ter visitado Karen no salão. Com quem se ia encontrar a cliente de Karen? Entre conversas íntimas e confissões, Karen acabará por ser a confidente de uma psicanalista, da mulher de um congressista, de uma famosa apresentadora de televisão e de uma mãe desolada que busca justiça num país onde a verdade só pertence àqueles que podem pagar por ela. A Casa da Beleza é uma radiografia descarada de um país em que os ideais sucumbem facilmente perante a corrupção, a injustiça e a cultura do dinheiro fácil. No melhor estilo da novela negra, esta é um,a história que mostra o pior da América Latina de hoje. Tendo por cenário um afamado salão de beleza de Bogotá, o tema de fundo são as relações de poder, desenhadas a partir das vozes de três mulheres que vão tecendo uma trama de histórias para desmascarar uma sociedade construída sobre mentiras.

Apreciação

Ao pensarmos em literatura colombiana, não é difícil encontrar características que unem alguns dos seus grandes autores, como o grandioso Gabriel Garcia Márquez. Aquilo que é um exame à cultura sul-americana é, talvez, um dos principais elementos que faz esta distinção: a criação de um cenário cru e o enquadramento da narrativa e das personagens numa realidade quase palpável. Tome-se o exemplo da jovem escritora Mariana Enriquez, da Argentina, que, numa colectânea de contos publicada em Portugal o ano passado com o nome “As coisas que perdemos no fogo”, consegue levar o leitor para uma verdade quase palpável.

A Casa da Beleza, Suma de Letras, Deus Me Livro, Melba EscobarLamentavelmente, “A Casa da Beleza” (Suma de Letras, 2018) falha na tentativa de alcançar esta materialização que nos permite visualizar cada uma das cenas desta história. O enfoque na Casa da Beleza propriamente dita e na forma como as personagens se cruzam, bem como nas suas circunstâncias, reforça a superficialidade deste thriller que, de misterioso, não tem muito. [continuar a ler no Deus me Livro]

Advertisements